Recent Posts

sábado, 16 de abril de 2011

Hipertireoidismo e o Olho: Proptose na Doença de Graves

Hipertireoidismo é uma doença na qual a glândula Tireóide (ou tiróide) está secretando uma quantidade de hormônio tireoidiano acima do normal.


Os sintomas do hipertireoidismo são:

- tremores nas mãos,
- batimentos cardíacos acelerados (taquicardia),
- perda de peso importante,
- sede e fome exagerados,
- irritabilidade, agitação, ansiedade, suor excessivo
- proptose ou olho esbugalhado (exoftalmia)
- Aumento de tamanho da tireóide que pode ser notado como um abaulamento na região do pescoço (chama-se isso de bócio)

Bócio
Uma das causas mais comuns de hipertireoidismo é a chamada Doença de Graves. Nessa forma de hipertiroidismo os olhos são um dos orgãos mais afetados. Em alguns casos, o primeiro sinal da doença é a alteração ocular, só depois é que aparecem os sintomas citados acima. Essas alterações nos olhos em decorrência da doença da tireóide nós chamamos de Oftalmopatia de Graves.
Mais da metade dos pacientes que apresentam doença auto-imune da tireóide apresentam alterações oculares.
Sintomas oculares do Hipertireoidismo (Doença de Graves)

- Proptose ocular ou "olho esbugalhado" ou exoftalmia: é o sinal mais típico e caracteristico. Proptose significa que o olho está para fora, ou seja, está mais saltado da órbita, parecendo que está com o olho grande . A proptose ocorre porque os músculos e a gordura que ficam atrás do olho se inflamam e ficam maiores do que o normal, empurrando o olho para fora. Qualquer pessoa que apresente esse sintoma deve investigar doença da tireóide, mesmo que não apresente os sintomas acima.

- Lacrimejamento excessivo, sensação de ressecamento, irritação com a luz (fotofobia), dor ocular e vermelhidão nos olhos são outros sintomas da doença e são todos decorrentes da proptose dos olhos.
- Aumento da pressão ocular, que muitas vezes não causa sintoma nenhum mas que precisa ser medida pelo oftalmologista e tratada com colírios se estiver alta demais.
- Estrabismo (vesguice) e visão dupla (diplopia) também podem ocorrer
- Dados como a presença de dor quando movimenta os olhos e inchaço da pálpebra e da conjuntiva significam que a doença está na sua fase inflamatória e mais aguda.
- Em casos mais graves pode haver compressão do nervo óptico e levar a diminuição da visão e até a cegueira total e irreversível. 

Diagnóstico do Hipertireoidismo

Geralmente é feito por exames de sangue, com a dosagem dos hormônios TSH e T4. Em alguns casos um ultrassom da tireóide é necessário para estabelecer a causa da doença

Diagnóstico da Oftalmopatia de Graves

doença de graves, hipertireoidismo
Proptose, edema da pálpebra e vermelhidão dos olhos
O diagnóstico é clínico, mas um exame chamado exoftalmometria é útil para medir o tamanho dos olhos em relação a órbita e para acompanhar se está havendo aumento ou regressão da proptose, inclusive depois de iniciado o tratamento.
Exoftalmometria - Mede o tamanho da proptose
Os exames de ultrassom ocular e ressonância magnética avaliam o estado dos músculos oculares. Quando esse músculos estão com inflamação significam que a doença está na fase ativa e que o tratamento é necessário e apresentará boa resposta. Se os músculos mostrarem fibrose significa que o tratamento já não adiantará muito e a doença está numa fase mais avançada.
Músculos oculares inchados e inflamados na doença de graves.
Note como isso faz o olho "saltar" para fora da órbita
Tratamento do Hipertireoidismo 

Resumidamente o tratamento do hipertiroidismo pode ser feito com medicamentos, radiação ou cirurgia, dependendo da causa e do estágio da doença.

Tratamento do Hipertireoidismo Ocular ou Oftalmopatia de Graves

Antes e mais importante de tudo, é necessário tratar clinicamente o hipertireoidismo, com medicamentos orais.
O que trataremos mais profundamente aqui é o tratamento das alterações oculares.

Para casos leves da Oftalmopatia de Graves
- Colírios e pomadas lubrificantes ajudam a diminuir a sensação de ressecamento, a fotofobia, a vermelhidão e dar um maior conforto ao paciente
- Dormir com a cabeceira elevada pode ajudar a reduzir o inchaço (edema) das pálpebras

Para casos graves, aonde há compressão do nervo óptico, doença dos músculos e risco de cegueira
- Radioterapia ocular: é aplicada só na região dos olhos e com baixa dosagem. É um tratamento seguro e ajuda a reduzir a proptose
- Corticóides:  Podem ser usados por via oral (comprimidos) ou via venosa (injeções). São muito utéis e com uma boa ação mas podem ter alguns efeitos colaterais. Esses medicamentos funcionam na fase inflamatória da deonça.
- Imunossupressores: Medicamentos como ciclosporina, azatioprina, ciclosfosfamida e clorambucil são imunossupressores potentes e que podem ajudar a controlar a oftalmopatia de graves. São reservados para casos mais graves e resistente aos outros tratamentos. Assim como os corticóides, esses medicamentos funcionam na fase inflamatória da deonça.
- Cirurgia: A principal cirurgia para o hipertireoidismo que atingiu os olhos e causou proptose é a cirurgia de descompressão da órbita. Quando o nervo óptico está comprimido pelo aumento do globo ocular é feito essa cirurgia para aliviar a pressão sobre o nervo e evitar a perda irreversível da visão, principalmente na fase fibrótica da doença.
A cirurgia para proptose, com o único objetivo de diminuir o tamanho do olho, é bem difícil e controverso. Se não tiver compressão do nervo óptico muitos médicos não indicam essa cirurgia pelos riscos que ela pode trazer.
Outras cirurgias podem ser feitas para correção do estrabismo, correção da retração palpebral ou diminuição da pressão ocular.

Saiba mais sobre o aumento da pressão ocular e o Glaucoma
http://www.medicodeolhos.com.br/2010/05/glaucoma-o-que-e-como-dignaosticar-como.html 


Saiba mais sobre ressecamento dos olhos e Olho Seco
http://www.medicodeolhos.com.br/2010/05/olho-seco-o-que-e-causas-e-tratamento.html 

Para saber mais sobre o Hipertireoidismo, o diagnóstico e tratamento, leia o blog MDSAUDE
http://www.mdsaude.com/2010/03/hipertireoidismo-doenca-de-graves.html

3 comentários:

Oi! Fiz um exame de Paquimetria é o rsultado foi o seguinte:

OD 546 MICRA - Avg: 546 SD: 4.28

OE 548 MICRA - Avg: 548 SD: 6.6

O que isso significa?

Luciana

a principio nao quer dizer nada mas depende do motivo do seu medico ter pedido o exame

pergunte a ele o que isso quer dizer no seu caso

vi alterado o valor do eixo do olho direito de 35 graus para 45.Qual a diferença neste caso?

olho esquerdo mantém-se em 180 graus.

Obrigado

Postar um comentário